1ª: CORREIOS S/A (SENHORAS ANÔNIMAS) E

P.O.S.T. (PEOPLE OVER SIXTY TRANSMITTING)

 ASSIM NASCEU!  

 

Primeira ação do Projeto Performanciã, se estendeu, inicialmente, em três etapas: a coleta de cartas escritas por 10 senhoras, a primeira entrega experimental das cartas (realizada no dia 12 de outubro de 2013, em  Los Angeles (CA - USA), como parte do EXPERIMENTAL COLLECTIVITIES, no HEMI Convergence 2013 - evento do Instituto Hemisférico de Performance e Política e na "fundação da empresa" CORREIOS S/A (Senhoras Anônimas), ocorrida no dia 23 de outubro de 2013, no evento (re)fluxus (evento de performance realizado da UNIRIO dentro da Programação do II Seminário Internacional Corpo Cênico). Em seguida, a ação se estendeu de forma independente, por dois anos em plena atividade, criando uma rede de conectividade entre pessoas com mais de 60 anos - e posteriormente, ampliando para a recepção das cartas por pessoas de todas as idades. 

  SOBRE: ETAPAS DE TRABALHO  

 

A ação  P.O.S.T. (People Over Sixty Transmitting)  consistiu, no primeiro momento, em entregar cartas de dez senhoras brasileiras - escritas aqui no Brasil para este projeto - para dez senhoras que moram nos Estados Unidos, resgatando a escrita da carta, a valorização da memória e a divulgação de impressões e sensações sobre o envelhecimento. 

O intuito desta primeira ação de minha pesquisa é resgatar a memória da escrita de uma carta pessoal - que hoje em dia vemos desaparecer de forma acelerada. Estabelecer relações através de cartas, neste mundo cada vez mais engessado nas questões afetivas, é uma tentativa de ir além e procurar caminhos de comunicação e expressão, de divulgação da memória e conexão entre partes.


Cada carta foi escrita em um encontro individual, com duração média de 2 horas (e com almoços, cafézinhos da tarde, tortinhas de limão e lanches outros de "vós"), com cada uma das dez senhoras. Os temas de nossas conversas para a escrita das cartas foram:

 

ENVELHECIMENTO, MEMÓRIA, PASSADO, CORRESPONDÊNCIA e CONEXÃO

 

As cartas reunidas fazem parte de uma coleção de escritos feitos em entrevistas individuais. Foram traduzidas para o inglês, para esta ação  (P.O.S.T.) , especificamente. 

 

Senhoras-remetentes que escreveram as cartas: 
 

| LAURA BRAGA WAINER |

| MARYLENA BASSINI |

| VANILDA RANGEL |

| EDNA MUNIZ |

| RAYSA ABENSUR |

| ENY DA NÓBREGA |

| RACHEL LISSOVSKY |

| LEA OSTROVER |

| DORACY BRAGA |

| MARIA APPARECIDA DE PAULA BASÍLIO |

O que esta carta pode provocar, cruzando um espaço e chegando à vida de uma outra pessoa, de outra localidade?

O que pessoas que não se conhecem têm para trocar?

Será que as cartas serão respondidas?

Talvez seja mais importante do que o movimento de resposta, o movimento da leitura de quem recebe a carta de um desconhecido. O que aquelas palavras podem trazer para o destinatário anônimo?


Em cada carta, uma fotografia da senhora remetente segurando sua carta ao lado de um relógio. 

 

A distância entre as pessoas envolvidas nesta performance é certa; mas e o tempo: o quão ele é impreciso e elástico?

A apresentação do projeto se deu de forma teórica (no grupo de trabalho  Public and Private Spaces in Urban Interventions  e na proposta a ser realizada, na  Hemi Convergence 2013 / Experimental Collectivities , e de forma prática (entrega das cartas) em Los Angeles (UCLA, Union Station e à bordo do avião Los Angeles-Houston). 


As cartas do projeto foram entregues durante dois anos - o tempo previsto para a performance duracional  CORREIOS S/A  (Senhoras Anônimas)  - em um movimento autônomo e independente de uma organização de entrega via correios (empresa específica para esta atividade/serviço): tudo feito com afeto e cuidado, manualmente e de forma relacional.

 

Veja abaixo alguns registros desses primeiros momentos da ação:

1/1

   © 2013 | 2020      PROJETO PERFORMANCIà